Como garantir a segurança da informação na sua empresa

Os ataques na internet cresceram bastante nos últimos anos, vitimando tanto pessoas físicas quanto jurídicas. Prova disso é que a Pesquisa Global de Segurança da Informação, realizada pela PwC, detectou um aumento de 274% no número de cibercrimes entre 2015 e 2016. E quando falamos em empresas, é importante destacar que, ao contrário do que muitos pensam, as de pequeno e médio porte são um dos principais alvos, correspondendo a 60% dos ataques, segundo a pesquisa realizada pela Federação de Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) no ano passado. É por isso que a gestão da segurança da informação tem exigido cada vez mais atenção dos empreendedores.

As camadas da segurança da informação

De acordo com especialistas, as ameaças do mundo virtual são espelhadas nas do mundo físico. Seguindo essa lógica, o crime no ambiente on-line inclui tudo o que pode se esperar do off-line, como roubo, extorsão, vandalismo, exploração e fraude, por exemplo. Desta forma, é preciso entender bem em quais níveis a segurança deve acontecer, para, assim, garantir que todos os dados corporativos estejam a salvo.

De modo geral, a gestão da segurança da informação pode ser dividida em três camadas:

  • Física: é o ambiente em que o hardware (computadores, servidores, meios de comunicação) está fisicamente instalado. Representa o lugar onde estão os computadores e a rede de telecomunicação com o modem, cabos e memória física (CDs, HDs). A segurança desta camada é feita a partir do controle de acesso aos recursos de TI (autorizando apenas pessoas específicas), do uso de equipamentos para fornecimento ininterrupto de energia e da instalação de firewalls, por exemplo.
  • Lógica: é caracterizada pelo uso de softwares. Eles são os responsáveis pelo funcionamento dos hardwares, pela realização de transações em base de dados organizacionais e pela criptografia de senhas e de mensagens. Esta camada de segurança está ligada ao acesso dos indivíduos às aplicações e as ferramentas de controle são “invisíveis” aos olhos das pessoas externas aos ambientes de informática. Uma forma de minimizar os riscos nesta camada é manter o sistema operacional sempre atualizado.
  • Humana: é constituída pelos colaboradores da organização, principalmente aqueles que têm acesso aos recursos de TI (para manutenção ou uso). Nesta camada é preciso levar em conta a percepção das pessoas em relação aos riscos cibernéticos (como elas lidam com os incidentes de segurança), se são instruídas sobre o uso da TI e quanto ao perigo dos intrusos maliciosos e a engenharia social (manipulação psicológica para que realizem ações ou divulguem informações confidenciais). Esta camada é a mais difícil de gerenciar, por envolver fatores humanos como psicológicos, sócio-culturais e emocionais.

A partir dessas camadas, não fica difícil perceber que a segurança da informação é uma associação do uso de equipamentos e sistemas e a conscientização dos funcionários. Desta forma, tenha bastante cuidado para não negligenciar qualquer um desses aspectos, pois isso é o que vai garantir que seu negócio seja mais resistente aos ataques virtuais.

Como se prevenir de um cibercrime

Mas você sabe exatamente o que fazer para proteger sua empresa dos cibercrimes? Para ajudá-lo nesse desafio, listamos algumas ações indispensáveis. Confira!

Criptografe suas informações

A criptografia é um conjunto de técnicas que permite esconder informações corporativas importantes de pessoas não autorizadas e possíveis invasores na rede. Ela é responsável por transformar conteúdo legível em caracteres aleatórios, impedindo invasões e ações nocivas à empresa. Dentre as informações protegidas pela criptografia, temos e-mails, bancos de dados e até mesmo acesso às conexões em si.

Utilize scanner de vulnerabilidade

Esse software faz uma análise no computador, sistema ou dispositivo de rede, identificando possíveis vulnerabilidades. Assim, elabora um relatório com detalhes da gravidade da situação e apresenta as soluções para elas.

Tenha um antivírus

Os computadores dos profissionais são os principais caminhos para os servidores da empresa. Daí a importância de eles estarem bem protegidos. Contrate o serviço de um bom antivírus e o mantenha atualizado para garantir a segurança das máquinas.

Monitore o acesso ao banco de dados

Uma dica importante é utilizar tecnologias capazes de detectar e proteger o banco de dados da empresa contra acessos indevidos para prevenir perda e roubo de informações. Para ser eficaz, a ferramenta deve funcionar em tempo real, emitindo alertas e bloqueando automaticamente qualquer suspeita de invasão.

Utilize um firewall

Essa ferramenta é capaz de identificar comportamentos maliciosos, por meio da aplicação WAF (Web Application Firewall). Com isso, todo o tráfego HTTP e HTTPS referentes à estrutura das suas aplicações web é monitorado e todos os usuários que realizarem atividades suspeitas ou tentarem quebrar o código do site são identificados.

Faça backups

As cópias de segurança de arquivos, documentos e dados são fundamentais para qualquer organização, pois evitam a perda de informações importantes. Por isso, não hesite em fazer backups com frequência. Um grande aliado nesse sentido é a computação em nuvem, que permite que todos os seus dados sejam salvos em segurança em um servidor externo.

Aproveite as vantagens da digitalização dos processos corporativos, mas sem se esquecer da segurança da sua empresa. Garantir que eles fiquem a salvo é um requisito básico para o funcionamento do empreendimento e o sucesso das operações.

Entre em contato conosco e descubra como proteger sua empresa de forma eficaz. Nós temos soluções de backup e computação em nuvem que garante maior segurança e rapidez ao seu negócio.